Documentário “Fundeadouro Romano em Olisipo”

Fundeadouro Romano em Olisipo

O Porto de Lisboa em Época Romana

 

Ao longo dos últimos dois anos, numa parceria com a ERA Arqueologia temos vindo a desenvolver um documentário sobre o porto romano de Olisipo.

O documentário leva-nos numa viagem ao porto romano de Olispo, a Lisboa romana. Uma importante descoberta arqueológica, efectuada durante a construção de um parque de estacionamento na Praça D. Luís I, em Lisboa, é o ponto de partida por uma viagem sobre as importantes relações marítimas e comerciais da antiga Olisipo.

Achados em estudio 4

Os trabalhos arqueológicos levaram à descoberta de um Fundeadouro de época romana, datado entre séculos I a.C. e século V d.C. Este é um local de características únicas no contexto arqueológico da cidade de Lisboa.

Em época romana este lugar seria uma pequena baía onde os navios romanos fundeavam no trânsito de cargas e passageiros, onde deixaram cair ao rio mercadorias que transportavam ou até se libertaram delas.

A análise dos materiais recolhidos no fundeadouro podemos recolher informações das relações marítimas de Olisipo com o Império, a sua relação com as actividades de produção de produtos piscícolas, a olaria romana lusitana na produção de ânforas, a cerâmica fina de importação, os produtos comercializados para exportados e importação pela cidade romana ao longo de meio milénio.

O filme, da autoria de  Raul Losada, é um trabalho, em muito aspectos inédito e inovador no panorama audiovisual português na temática da arqueologia.

MVI_0346

As propostas de ilustração e reconstituição arqueológica virtual 3D foram realizadas por César Figueiredo, tendo por base um vasto  trabalho de pesquisa, consultas  e reuniões, com diversos arqueólogos e especialistas na história da cidade.

Mapa_amostra

 

Veja o trailer em:
 

 

O Porto de Lisboa em Época Romana – The Port of Lisbon in Roman Times

Time Land Films • Telf: (+351) 915161112 • TimeLandFilms@gmail.com

 

 

 

 

Ilustração arqueológica e animação digital 3D no DOC.

Ilustração arqueológica e animação digital 3D

Por César Figueiredo

 

A colaboração com o projecto Portugal Romano (produção associada no documentário),  tem-me dado a oportunidade de dar continuidade a uma enorme paixão: o estudo, pesquisa e representação do mundo antigo, em especial a época romana.

É com extrema simpatia e empenho que agarro cada oportunidade de colaborar com este projecto, dando-me uma enorme sensação de realização e satisfação.

O convite vindo directamente de Raul Losada para integrar a equipa técnica do documentário que está a ser realizado foi uma excelente surpresa que aceitei com muito entusiasmo e, é com enorme responsabilidade que estou a desempenhar a enorme tarefa de recriar os cenários virtuais que irão aparecer ao longo do documentário.
O trabalho conta com a criação de um mapa que irá aparecer em alguma encenações da antiguidade. Para tal, recorri ao mapa de Heródoto para ter uma base para o meu trabalho.

Mapa_amostra

Tive especial atenção ao aspecto final. A ideia passa obrigatoriamente por  parecer um mapa autentico, só assim será credível nas recriações.

Outra proposta do realizador foi a de criar algumas cenas com um navio romano do tipo corbita para ilustrar as importações e exportações de produtos.

Corbita_amostra

 

Lisboa foi em época romana uma cidade eminentemente portuária e a representação virtual de um navio mercante ajuda os espectadores a compreenderem de facto com é que os vários produtos que chegavam a Olisipo eram transportados.

Algumas cenas 3D de ânforas foram adicionadas para que os espectadores possam ver como é que o vinho, o azeite ou os preparados de peixe eram transportados nos tipos de ânforas mais comuns para o efeito.

Anforas_amostra

 

A tarefa mais hercúlea devido ao desafio enorme que me está a proporcionar, bem como aos vários colaboradores e arqueólogos, é a recriação integral da cidade de Lisboa em época romana. Os vários estudos arqueológicos permitem neste momento ter uma ideia
sobre o aspecto da cidade, a sua dimensão  Cidade_amostra
e urbanismo. A localização dos principais edifícios, o teatro, o fórum, os edifícios termais, o circo e a muralha, permitem pela primeira vez ensaiar um vasto modelo 3D do
aspecto de Olisipo.
A realização deste enorme trabalho vai permitir a todos os espectadores ter uma visão nunca antes vista sobre o Portugal romano e é a primeira vez que está a ser realizado um projecto tão ambicioso como este. A minha tarefa é a de levar a ilustração
cientifica e a visualização de património a todos que a queiram ver e, através dela, terem uma interpretação credível daquele passado.

Veja o Making-of da proposta de reconstituição arqueológica virtual da cidade romana de Olisipo (Lisboa)